Como cuidar do seu barco?

O contato direto com o sol e com a água, principalmente a salgada, exige cuidados especiais para a boa conservação do seu barco

É difícil um veículo exposto constantemente às intempéries durar tanto quanto um barco. Para isso, os estaleiros usam resinas preparadas para suportar os raios ultravioleta do sol na laminação, além de materiais nobres na construção, como aço inox, alumínio tratado, madeira teca e compostos sintéticos à base de PVC e EVA, adequados para ficarem sob sol, chuva e água salgada. Mesmo assim, um barco precisa de cuidados, seja para manter a boa aparência, seja para garantir a longevidade da laminação.

Para quem usa o barco no mar, é fundamental sempre lavá-lo imediatamente após o uso. Caso contrário, fica muito mais difícil limpar o casco, os componentes metálicos, os vidros e, também, os estofados. Quem não tem tempo para fazer uma limpeza caprichada tão logo tire o barco da água, deve, ao menos, remover o sal das partes que tiveram contato com água salgada, usando uma mangueira.  Isso facilita muito a lavagem completa, depois.

Já, na hora de fazer a limpeza de verdade, o indicado é usar produtos específicos para barcos. Sim! Esse assunto é tão importante que existem empresas especializadas em artigos para a conservação de barcos laminados com fibra de vidro, o material mais usado na indústria náutica. No Brasil, a firma que mais se dedica ao desenvolvimento de novos produtos para esse fim é a paulista NautiSpecial. Criada em 1996, essa fabricante oferece dezenas de opções para conservação e limpeza de praticamente tudo no barco, além de alguns utensílios de bordo. A diferença destes para os congêneres voltados para uso doméstico ou para o setor automotivo, encontrados nas prateleiras de supermercados, é a formulação, própria para uso náutico e, em boa parte da sua linha, biodegradável e ecológica. Ou seja, tudo a ver com quem navega.

O correto é pesquisar no site do fabricante e verificar quais são os produtos adequados ao seu barco. Alguns usam componentes que se dissolvem muito mais rapidamente na água, que são sempre preferíveis — mais uma razão para optar sempre por produtos formulados para uso náutico. O que pagamos a mais por isso, que não é nenhum absurdo comparado aos outros para fins domésticos e automotivos, compensa tanto pelo ponto de vista do respeito ao meio ambiente quanto pelo barco em si, já que as substâncias adequadas ao uso náutico não atacam os nobres (e caros) materiais do barco.

Fonte: Minuto Náutico

BlogRegatta

Related Posts
Leave a reply